Páginas

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Monte Verde – Turistando


Como contei no outro post sobre os restaurantes de Monte Verde a viagem rendeu alguns quilos a mais para mim e para o Felipe. Quando vimos as diversas trilhas para se fazer a pé resolvemos tentar perder um mínimo das calorias que estávamos ganhando com toda a comilança.

Os arredores da cidade têm várias trilhas que variam desde o nível fácil até o nível mais avançado. No site Guia de Monte Verde podemos ver todas as opções que a cidade oferece. Na primeira caminhada nós optamos pela Trilha do Chapéu do Bispo – que é fácil e mais curta, com 650m de extensão –  e  pela Trilha do Platô que é um pouco mais longa e mais difícil, de nível moderado, com 1.200m de extensão.











Há um detalhe que merece atenção. As trilhas são um pouco distantes do centro da cidade. Precisa pegar o carro para chegar ao pé da montanha e daí subir a pé. O que vale atenção é que a estrada para chegar lá é de terra e não é das melhores. Estávamos com um Fox e o Felipe ficou com medo de dar algum problema no carro. Ficamos felizes em informar que o carro sobreviveu sem nenhum arranhão nem dano à suspensão! Então se você tem um carro comum, pode ir tranquilo, desde que vá devagar e que não esteja chovendo. Com chuva, eu não garanto nada! Só sei que me arrependi de não ter aceitado a oferta do meu pai de ir para Monte Verde no jipe dele! Teria facilitado muito nossa vida. Lá em cima há estacionamento, mas é pago. Algo entre 5-10 reais.

A trilha foi super agradável, o trajeto é bem tranquilo e a vista do percurso maravilhosa! Mas quando chegamos ao Platô foi que percebemos que realmente o exercício tinha valido a pena! A visão é praticamente 360 graus, o platô é enorme e estava com um vento delicioso, depois de toda a subida era um paraíso. Ficamos por lá um tempinho aproveitando a vista e tirando várias fotos. A decida é moleza depois da canseira que é a subida.






No outro dia resolvemos ir na Trilha da Pedra Redonda e Trilha da Pedra Partida. A primeira das duas é mais fácil com um nível moderado. Tem 900m de extensão e é uma das mais famosas da região. No meio do caminho há um mirante de madeira, onde podemos apreciar a vista parcial e recuperar o fôlego da metade da subida. 




Mas a sensação é a vista de quando chegamos ao pico. Temos uma visão panorâmica maravilhosa! É possível ver Minas e São Paulo, já que nesse pico estamos exatamente na divisa entre os dois estados!











Em seguida, voltamos parte do caminho e pegamos a trilha para a Pedra Partida. Essa é bem mais difícil e precisamos usar mãos e pés para escalar em vários momentos. Como fomos sem guia, achamos que fizemos algo errado e não chegamos à Pedra Partida propriamente dita, pois o local que atingimos tinha uma pedra, mas achamos impossível subir nela. E na descrição da trilha em todos os sites fala a respeito de uma visão panorâmica quando se sobe na pedra. Deixamos anotado para a próxima vez que formos à Monte Verde, fazer essa trilha com um guia e ver onde erramos!









Quando o Felipe descobriu a respeito da FazendaRadical e sua tirolesa, quis a todo custo ir lá. Claro que eu fiquei com meus pés no chão, mas o Felipe achou o máximo. São duas mega tirolesas, uma de 450 metros e a outra de 475 metros e são mais de 70 metros de altura. Depois que desce, parte do caminho de volta é a pé. O Felipe levou aproximadamente 10 minutos para voltar. Lá também é possível alugar quadriciclos e percorrer as estradas de terra da região. Achei bem legal, mas não tivemos tempo para esse passeio, infelizmente.




Como uma amante de cavalos desde a infância, quando vi que era possível fazer passeios nos animais me animei toda! Existem vários haras na cidade e acabamos escolhendo, meio por acaso, o Haras Encanto Horse. Apesar do nome barango estranho, o local é lindo e os cavalos maravilhosos e super bem tratados. No dia que fomos conhecer, o haras estava vazio e pudemos conversar bastante com um dos tratadores – Dilson, se não me engano – e depois com o dono, que estava chegando para ver os cavalos. Existem vários tipos de passeios, o que escolhemos foi o que saía às 16h30 da tarde e passava pela floresta. Em determinado local, paramos para apreciar o pôr-do-sol. Que maravilha! Não sei o que foi melhor no passeio, andar à cavalo novamente ou essa vista maravilhosa. Depois que o sol se pôs, retomamos nosso caminho para voltar ao haras.



Quem não sabe andar à cavalo pode ir sem medo. Como dá para ver pela foto acima, o passeio é guiado e eles têm alguns cavalos mais mansos e outros mais agitados. O Felipe só tinha montado à cavalo uma vez na vida – o cavalo que eu tinha numa fazenda – e conseguiu ir tranquilamente. Quem monta melhor pode correr em uma parte do trajeto. Para mim foi dos melhores passeios que fizemos! E eis a recompensa...




Para quem é fã de bicicleta, o que não faltam são trilhas para mountain bike. Inclusive a Trilha do Pinheiro Velho pode ser feita tanto a pé quanto de bicicleta. Existem locais para alugar o equipamento, assim como passeios guiados. Eu e Felipe não fizemos esse passeio, mas é imperdível para os ciclistas de plantão!

Esses foram os locais que visitamos em Monte Verde! Adoramos a cidade e, se tivermos oportunidade, repetiremos a dose!

Não se esqueçam de tomar um chocolate quente pra não congelar!! Hehehehe





Até o próximo post!! =)

*Viagem feita em agosto de 2013

6 comentários:

  1. Fica difícil até comentar tanta beleza...e tanta saudade... mais com felicidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Muita beleza! E saudade! hehehehe

      Excluir
  2. Lugar lindo, viu. Mas você devia ter ido na tirolesa também.
    Aqui, aquele é meu/seu cachecol? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, aquele cachecol é exclusivamente MEU! Pode tirar o olho! Se vc quiser eu peço pra quem fez pra mim fazer um pra vc.... :D
      E obrigada, mas prefiro meus pés no chão! hueheuheuheuheue

      Excluir
  3. Eu achei as fotos sensacionais e eu quero ir.
    Meus pais tiveram lua de mel aí tambem, vc sabia?! Monte Verde continua quente pra viagens

    Aliás, frio.
    HAHAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, sério?????
      Que coincidência! É um lugar ótimo, principalmente no frio! <3

      Excluir