Páginas

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Viena – Danúbio e Ring


Olás a todos!

Semana passada comecei a mostrar os passeios de Viena, certo? Hoje vamos continuar conhecendo a cidade da música clássica!

No segundo dia que passamos na cidade, sexta-feira, seguimos a sugestão da Giselle e do João e fomos tomar café-da-manhã na orla do Danúbio. Passamos no supermercado Spar que tem perto da casa deles, depois na padaria e rumamos pro rio. Pegamos a linha U1 do metrô e saímos na estação que tem o nome da ilha, Donauinsel. Andamos um pouquinho até achar um lugar que parecia interessante e montamos nosso “acampamento”. No meio do Danúbio tem uma ilha, a Donauinsel, que os vienenses usam para caminhar e andar de bicicleta. O parque é um encanto, cheio de mesinhas para fazer piquenique – caso alguém aí não goste de sentar no chão – e dá um charme a mais à orla desse rio que já entrou pro meu TOP5 de mais lindos que já visitei.


Vista do piquenique





Danubio, seu lindo!




Quando estávamos na ilha, vimos uma igreja enorme e linda e ficamos curiosos para saber qual era, já que não apareceu no Google Maps. Fomos mais perto para conferir e vimos que era a igreja de Mexicoplatz. Ficamos impressionados por não ter nenhum turista visitando, pois a igreja é maravilhosa por fora! Por dentro não tem nada demais, mas se você estiver lá perto, vale a pena uma olhadela.






Órgão enorme!!


Em seguida partimos para começar a visitar as atrações do Ring ou Ringstraße, que é a avenida que circunda o centro histórico de Viena, como se fosse a avenida do Contorno de BH, onde antes se encontrava o muro que delimitava a cidade. Como o espaço ficou muito pequeno para os nobres construírem seus castelos ali dentro, começaram a construir do lado de fora e a cidade cresceu. É aí que se encontra grande parte dos pontos turísticos de Viena. Várias linhas de metrô passam lá, em diversas estações. Basta olhar qual fica mais perto do primeiro local que você quer conhecer. Nós descemos na Karlplatz (que eu chamava de Carlos Prates, pra facilitar e não precisar ficar enrolando a língua! :P)


Staatsoper!




Albertina - logo à esquerda, sem aparecer na foto, está o local onde comemos o


Nesse dia, precisaríamos parar o passeio mais cedo, pois era o dia do show do Sonata Arctica (\m/) e tínhamos que sair de casa umas 18h para chegar com folga. Então só deu tempo de vermos a ópera de Viena, Staatsoper e a famosa catedral Stephansdom. Infelizmente não pudemos entrar na ópera, pois haveria espetáculo aquela noite. Pelo que tinha lido, em dias que não há espetáculo, é possível fazer visitas no interior da Staatsoper. Mas só por fora já é uma vista magnífica!

A Stephansdom, ou catedral de Santo Estevão, segue o estilo gótico europeu e está situada na região mais central da cidade, no meio de uma praça movimentadíssima, a Stephansplatz. A igreja sofreu consideráveis danos durante a Segunda Guerra Mundial e foi reformada com algumas alterações. Do lado de fora, podemos ver algumas fotos da reconstrução da igreja. Por dentro ela também é bem bonita, vale a pena entrar. Infelizmente não tivemos tempo de subir na torre, mas sempre que possível eu aproveito essas oportunidades para ter uma visão panorâmica da cidade.








Esse cara tava na Stephansplatz angariando assinaturas porque ele queria bater algum recorde levando um cartaz imenso pro Brasil, pra algum jogo! Não sei se conseguiu, mas a gente ajudou!! Hehehe






No caminho para a estação do metro, nos deparamos com uma igreja desconhecida por nós, com um domo verde imenso. Fomos olhar e era a Peterkirche, igreja de São Pedro e fica na Petersplatz. Ela é bem bonita, embora bem menor que as outras. Por dentro é toda pintada! Daí, direto pra casa trocar de roupa pro tão esperado show!






No sábado a Giselle e o João tiveram uma folga e puderam passear com a gente! Foi ótima a visita guiada, porque eles conheciam os melhores lugares para passar e cortar caminho, além de conhecerem vários do prédios interessantes que não saberíamos do que se tratavam se estivéssemos sozinhos – vários deles pertencentes à universidade, como a “reitoria”, biblioteca, etc. De fazer inveja a qualquer universidade do Brasil. :(

A primeira parada foi a Karlskirche, a igreja de São Carlos Borromeu. Ela é maravilhosa e mega imponente. Mas por um azar do destino, a igreja tinha sido PIXADA durante a noite! Sabemos que foi aquele dia pois os meninos estiveram lá no dia anterior e não tinha nada errado. Por esse motivo, a igreja estava fechada para visitas e cheio de policiais em volta. Como vocês podem ver, vândalos não são uma exclusividade do Brasil. De todo modo, a entrada custa 8 euros e tem um elevador que vai até a cúpula para quem quiser ver o teto de perto. Parece que tem uma janela para o exterior, mas é bem pequena e com grade, obviamente, não pudemos conferir. 








Já no Ring, paramos em um “quiosque” que tem ao lado do museu Albertina para comer o famoso Kasekrainer, linguiça recheada com queijo derretido! Hummmm
Preciso nem falar que é uma maravilha né?? O meninos tinham falado que o Kasekrainer desse lugar é um dos melhores da cidade. Se é dos melhores, não sei, mas estava muito bom, ah isso tava!!


Biblioteca nacional




Fomos em direção à Michaelerplatz, a praça que fica logo ao lado do palácio Hofburg, o palácio oficial do império austríaco – como eu disse no outro post, o Schönbrunn era o palácio de verão da família real e esse é o palácio de inverno. Mas entramos no palácio só no dia seguinte, no próximo post conto para vocês.

Da Michaelerplatz, seguimos para o Museums Quartier que, como o nome já diz, é um quarteirão fechado só com museus. Em seguida vimos os gêmeos Museu de Arte e Museu de História Natural.




Museu de História Natural


Museu de Arte




Passamos na frente do Parlamento para chegar à sede da prefeitura, a Rathaus. Vou te falar! Isso que é prefeitura! Que prédio maravilhoso!




Jardins da Rathaus


Rathaus




A última parada turística do dia seria a Haus Der Musik, ou Casa da Música, um museu todo dedicado à música clássica, onde podemos ver alguns pianos bem antigos e composições originais de Mozart, Beethoven e Strauss, por exemplo. Para quem gosta de música é um passeio imperdível! Só fiquei chateada porque estávamos com o tempo meio contado e não pudemos ficar muito tempo. À noite iríamos assistir a um concerto e pretendíamos passar em casa para nos arrumar! Mas isso fica para o próximo post!





Primeira composição de Mozart






Com Strauss! ;)


Até lá! =)

*Viagem feita em Maio de 2014

4 comentários:

  1. Oi Samara! Ficaram lindas as fotos :)
    Que bom que vcs gostaram daqui! Eu também queria ficar mais na Haus der Musik hehe Mas a gente não podia perder o concerto...
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Giselle, nós adoramos a cidade! Que bom que gostou das fotos! :D
      Semana q vem aparecem as últimas e o concerto!
      Beijos! E estamos esperando a visita de vcs! ;)

      Excluir
  2. Respostas
    1. Lindo mesmo Socorro! Nós adoramos!
      Beijos!

      Excluir